appcod.gif
Anuncio02.png

Porto Alegre: Obras do segundo piso do Mercado Público iniciam na segunda-feira, 17 de janeiro


A obra, que terá mais de R$ 9 milhões em investimentos, é considerada prioritária pelo prefeito Sebastião Melo. (FOTO: JEFFERSON BERNARDES/PMPA| TEXTO: COMUNICAÇÃO PREFEITURA MUNICIPAL DE PORTO ALEGRE /PMPA)



As obras de revitalização do segundo piso do Mercado Público de Porto Alegre terão início segunda-feira, 17 de janeiro.


A partir das 19h30, as equipes começarão a isolar áreas necessárias para os trabalhos de retirada das escadas rolantes, dando a largada ao processo que culminará com a recuperação estrutura, danificada pelo incêndio ocorrido em julho de 2013.


A iniciativa envolverá a troca de dois elevadores, duas escadas rolantes e a reforma elétrica das instalações relativas ao segundo pavimento.


Visando alterar o mínimo possível a rotina e a dinâmica do primeiro piso do Mercado Público, os trabalhos ocorrerão, em sua maioria, no turno da noite.


"O Mercado Público é a alma da cidade. Desde o começo da nossa gestão, estamos trabalhando para que ele volte a funcionar a pleno e com qualidade, acolhendo, cada vez mais, os porto-alegrenses e os turistas. O começo desta obra é um importante passo para alcançarmos esse objetivo, destaca o prefeito Sebastião Melo.


Os novos elevadores terão capacidade para dez pessoas cada, obedecendo a todas as normas de acessibilidade e segurança.


As escadas rolantes a serem instaladas substituirão equipamentos danificados e com mais de 20 anos, cuja tecnologia se encontra defasada.


A reforma elétrica dará condições à utilização do segundo piso e modernizará o Mercado Público, oferecendo aos usuários uma estrutura alinhada aos padrões tecnológicos atuais.


FOTO: ALEX ROCHA/PMPA

Os recursos para a realização da obra fazem parte de um Termo de Conversão de Área Pública (TCAP) firmado entre a prefeitura e a empresa Multiplan.

A pedido do Executivo Municipal, a empresa concordou em antecipar o cumprimento das obrigações do TCAP para viabilizar a reabertura do Mercado Público, que contará com investimento de até R$ 9,4 milhões. Secretários Cezar Schirmer (centro) e Ana Pellini (à esquerda) em vistoria ao segundo piso do Mercado

“Esta ação possui dois aspectos que devem ser ressaltados. O primeiro é o retorno da atividade plena do Mercado após tanto tempo. O segundo é a integração em prol de um símbolo de Porto Alegre por meio da soma de esforços com uma empresa que investe pesado na nossa Capital. Essa filosofia sempre dá bons resultados”, avalia o secretário de Planejamento e Assuntos Estratégicos e coordenador do programa Centro+, Cezar Schirmer.


Projeto elétrico – Nas semanas seguintes após a retirada das escadas rolantes, terá início a reforma elétrica.


Serão substituídas as instalações provisórias instaladas no pavimento superior, dando lugar e uma rede adequada às exigências do novo Plano de Prevenção e Combate a Incêndios (PPCI), aprovado no Corpo de Bombeiros Militar (CBMRS), e aos requisitos da subestação de energia elétrica e do quadro geral de distribuição de baixa tensão (QGBT).


O segundo piso passará a contar com um novo projeto luminotécnico, que melhorará a eficiência energética do sistema e contará com iluminação operacional e de serviço necessárias às áreas comuns.


Também serão instaladas novas luzes de emergência – incluindo balizamento de rotas de fuga – e novas redes lógica e de telefonia, modernizando a capacidade de comunicação e conectividade do Mercado.


Pintura externa – As tintas para revitalizar a parte externa do Mercado Público foram doadas pela empresa Suvinil, por meio de chamamento público aberto pela Secretaria Municipal de Parcerias.


A licitação dos serviços de recuperação e pintura da fachada externa do Mercado Público já possui proposta vencedora, no valor de R$ 1,02 milhão.


O prazo de execução é de sete meses a contar da ordem de início de obras.


A secretária de Parcerias, Ana Pellini, destaca a relevância para o patrimônio histórico que o Mercado Público possui.


“Um ponto marcante para todos os gaúchos e que precisa ser preservado. A ideia é trabalharmos respeitando os projetos e memoriais descritivos. Após análises e realização de testes de tonalidade das tintas, ficou definido que a cor original poderá ser mantida", confirma.


Termo de Conversão em Área Pública (TCAP) – A lei complementar do parcelamento do solo prevê a destinação de parte da área de grandes empreendimentos ao Poder Público, para instalação de equipamentos públicos, como praças, escolas, postos de saúde, entre outros.


Quando não há necessidade de novos equipamentos na região, existe a possibilidade de recompra dessa área pelo empreendedor, que deve ser paga em dinheiro ou por meio da realização de obras.


Os R$ 9,4 milhões a serem investidos no Mercado Público integram um TCAP da Multiplan em decorrência de empreendimento realizado pela empresa na Zona Sul da Capital.


____________________________


MAIS NOTÍCIAS SOBRE GRAMADO?


ACESSE: www.cidadedegramadoonline.com.br


NOTÍCIAS SOBRE TURISMO, CULTURA, NEGÓCIOS E SERVIÇOS DO RIO GRANDE DO SUL?


ACESSE: https://www.peloscaminhosdoriogrande.com.br/noticias


CONTATO/WHATSAPP: 51. 9. 9855. 0051

______________________________


3 visualizações0 comentário