appcod.gif
Anuncio02.png

Volta às aulas em Canela: desafios, expectativas e cuidados


O retorno foi marcado pela recepção dos professores e direção na Escola Municipal Severino Travi, no Distrito Industrial. (FOTOS: RITA SOUZA/COMUNICAÇÃO PREFEITURA DE CANELA)



Todo início de ano é marcado por muitas expectativas, mudanças e renovações.


É nos primeiros meses do ano também, que milhares de estudantes se preparam para começar mais uma etapa de atividades e aprendizados.

Com as mudanças impostas pela pandemia da Covid em diferentes esferas da sociedade, o modo de educar também se modificou.


Um exemplo disso, é a readequação do sistema de ensino, onde os professores precisam relembrar o conteúdo repassado no período onde as atividades aconteceram de modo híbrido.

Nesta época, tipicamente, uma das principais preocupações dos pais ou responsáveis para o retorno do ano letivo, é com a compra dos materiais escolares.


Entretanto, em tempos de pandemia, também é necessário pensar em outras questões, como os cuidados relacionados à prevenção da Covid-19.

A secretária de Educação, Esporte e Lazer destaca que o retorno dos mais de 3.500 alunos, das 13 escolas da rede municipal de ensino fundamental de Canela, que iniciaram o ano letivo de 2022, na quarta-feira, dia 16 de fevereiro, foi tranquilo.


“Foi muito tranquilo e dentro do planejado. As escolas prepararam as boas vindas para os estudantes e as famílias. Percebeu-se muita alegria. Uma energia muito boa. As crianças cheias de expectativas para encontrar os colegas e os professores. Todos estavam felizes”, destacou Janete da Silva Santos.


Na Escola Municipal Severino Travi, no Distrito Industrial, que conta com aproximadamente 450 estudantes, o retorno foi marcado pela recepção dos professores e direção.


Nos turnos da manhã e tarde, os estudantes eram chamados individualmente e encaminhados aos seus professores que os conduziam a sua sala de aula.





Entre os estudantes estavam João Lucas, 6 anos e Pedro Herryk de Lima Moraes, 8 anos (FOTO).


Os irmãos estavam ansiosos, João, que ingressa no primeiro ano, queria saber quem ia ser sua professora e seus novos colegas e Pedro queria rever seus amigos.



29 novas salas de aula


A secretaria de Educação, Esporte e Lazer aguarda para os próximos dias a chegada do material para a construção de 29 salas de aula, distribuídas nas escolas Severino Travi, bairro São Rafael; Barão do Rio Grande, Saiqui; João Alfredo Corrêa Pinto, Sesi; Bertholdo Oppitz, São Lucas; Ernesto Dornelles, Boeira e Dante Bertoluci, no São Luiz.



A secretária de Educação explica que a construção das 22 salas terá o conceito estrutural modular, já implantado nas escolas Dante e João Alfredo.


“Rapidamente, nós teremos a construção de uma estrutura adequada, moderna, com ambiente climatizado e que atende a todas as exigências. De outra forma, levaríamos um tempo bem maior para termos uma solução que pudesse prover a oferta de vagas para os alunos ``, frisou Janete.


A ampliação dos educandários faz parte do processo de implantação do turno integral nas escolas municipais, que neste ano avança com os quartos anos.


Anteriormente permanecia o dia todo nas escolas os 1º, 2º e 3º anos.


“Muitas outras reformas e melhorias acontecem ao longo do ano, mas não trabalhamos só com a estrutura física, o pedagógico também é essencial, pois perdemos muito com a pandemia”, destacou a secretária.


“Estamos dando um grande passo para oferecer infraestrutura de qualidade aos alunos, que estimula a aprendizagem e o possibilita o bom desempenho no trabalho dos professores”, destaca o prefeito Constantino Orsolin.


Para o chefe do executivo a expansão das unidades já existentes foi uma alternativa que se encontrou para aumentar o quantitativo de vagas na rede municipal.


“Conseguimos aproveitar o que já existe e modernizar toda a estrutura, com ar-condicionado, lousa e demais mobiliários. O que podemos concluir com as salas é que são de rápida implantação e seguras”, ressaltou.

Quase seis milhões em investimentos



A administração municipal investiu quase seis milhões nas obras estruturais, com recursos próprios e vinculados.


“A gente sempre buscou fazer as coisas com a maior eficiência possível porque isso permite que sobre mais recursos para investimentos em setores que são prioritários em nosso governo, como a Educação, Saúde e Assistência, mesmo em tempos de pandemia. Com isso, conseguimos viabilizar todas estas ampliações e construções, pois estamos certos de que investir em educação é um dos maiores e melhores avanços que qualquer gestor público pode fazer”, afirmou o prefeito Constantino.


Além das salas de aula, estão neste valor todo o mobiliário, classe, cadeira e armários já entregues pela empresa vencedora da licitação e acomodados junto às escolas.


_______________________________ NOTÍCIAS SOBRE GRAMADO? ACESSE: www.cidadedegramadoonline.com.br NOTÍCIAS SOBRE TURISMO, CULTURA, NEGÓCIOS E SERVIÇOS DO RIO GRANDE DO SUL? ACESSE: https://www.peloscaminhosdoriogrande.com.br/noticias CONTATO/WHATSAPP: 51. 9. 9855. 0051 _________________________________


3 visualizações0 comentário