top of page
appcod.gif
Anuncio02.png

“É uma conquista para todas as mulheres empreendedoras do turismo”, diz Marta Rossi

Academia Brasileira de Eventos e Turismo reconhece trabalho de empresária na véspera do Festuris

FOTOS: GUSTAVO MEROLLLI

A trajetória profissional de Marta Rossi no setor de turismo, foi reconhecida novamente, desta vez com a Medalha de Mérito da Academia Brasileira de Eventos e Turismo (FOTO).


Em cerimônia carregada de simbolismos e emoção, a homenagem ocorreu na noite da quarta-feira, 08 de novembro, no plenário da Câmara de Vereadores de Gramado, e foi entregue pelo presidente da entidade, o jornalista Sérgio Junqueira.


O presidente da academia lembrou o esforço de Marta e sua sócia Silvia Zorzanello para divulgar o evento em todo o Brasil, na década de 90, participando de feiras e realizando ações para divulgar o evento.


Lembrou que Marta é a primeira mulher homenageada pela academia e a única pessoa fora do eixo Rio São Paulo a receber esta medalha.


Em nome dos Acadêmicos, Milton Zuanazzi traçou uma relação entre o povoamento do Rio Grande do Sul, especialmente da Serra Gaúcha, com a vida da família de Marta Rossi.


Ele citou que os pais dela, Otávio e Anita, saíram na localidade de Linha Morro Agudo, interior de Gramado, para se estabelecer com o Café Cacique no centro de Gramado.


Mais tarde criaram o Hotel Vovó Carolina.


“Foi este empreendedorismo que Marta herdou e carrega até hoje”, comentou. Milton citou, ainda, a eleição de Marta como princesa de uma das Festas das Hortênsias “demonstrando ali o seu esforço para contribuir com a sua cidade”.


Milton ocupa a cadeira 36 na Academia, que tem Sílvia Zorzanello como patrona.


Após a saudação, agradecimentos, e destacar a sua trajetória, Marta Rossi disse:


“Sou plural, não sei caminhar sozinha e acredito, profundamente, na força da diversidade para alçar vôo. O homem é um ser social, não é uma ilha, precisa da troca e do afeto para transformar”.


A empresária fez uma relação entre a sua trajetória e a da cidade de Gramado.

“Nasci em uma cidade que, já nos seus primórdios, aprendeu a dar voz de fala para todos, entendeu que parceria público privada deveria ser alinhada e que o turismo só seria bom para os visitantes, se fosse bom para seu povo, uma receita que deu certo”.

Citou o exemplo dos pais, Otávio e Anita (falecidos recentemente) na construção dos seus valores pessoais e profissionais.

“É um privilégio ser a primeira mulher a receber a medalha entre os 9 já homenageados.

Esse reconhecimento é uma conquista e uma homenagem, não apenas para mim, mas para todas as mulheres empreendedoras do turismo. recebo como um aplauso ao potencial ilimitado das mulheres no setor”.

MARTA ROSSI

Em 1989, Marta deixou uma carreira sólida na hotelaria para associar-se com a amiga e também hoteleira, Silvia Zorzanello, para criar uma empresa organizadora de eventos. Assim, em outubro daquele ano, nasceu o Festival Nacional de Turismo de Gramado, hoje o consagrado Festuris. Com visão empreendedora, criou, desenvolveu ações nas áreas de turismo, eventos e cultura que elevaram o nome de Gramado e do Rio Grande do Sul no Brasil e no exterior.


HONRARIAS JÁ ENTREGUES


A Academia, por meio das indicações do seu Colégio Acadêmico, já outorgou medalhas do mérito acadêmico para personalidades como o ministro Walfrido dos Mares Guia (2013), o reitor Gabriel Rodrigues (2014), o presidente Fernando Henrique Cardoso (2015), o publicitário Nizan Guanaes (2016), o empreendedor Ozires Silva (2017), o empresário Armindo Dias (2018), o criativo Danilo dos Santos Miranda (2019), o empreendedor cultural Roberto Medina (2020) e o promotor de eventos José Victor Oliva (2021).




2 visualizações0 comentário

Comentarios


bottom of page