appcod.gif
Anuncio02.png

Dívida de R$16 milhões:Herança maldita que o prefeito Nestor pagará para manter o crédito de Gramado

Atualizado: Jun 1


“A imprensa vai ficar braba comigo. No período de 2017/2020 foi gasto R$3 milhões e 857 mil em publicidade, aqui na nossa cidade”, disse Nestor (FOTO).
“A imprensa vai ficar braba comigo. No período de 2017/2020 foi gasto R$3 milhões e 857 mil em publicidade, aqui na nossa cidade”, disse Nestor (FOTO). | Foto: Asscom/Prefeitura de Gramado.

A prestação de contas do governo municipal, apresentada pelo prefeito Nestor Tissot e o vice, Luia Barbacovi, na manhã da quinta-feira, 28 de maio, deixou a comunidade gramadense, literalmente, indignada.

Nestor (D) e Luia (FOTO): “mais gestão e menos política”. Se isso realmente acontecer, Gramado vai estar no rumo certo, diz o editor do Cidade de Gramado Online, Voltencir Fleck.
Nestor (D) e Luia (FOTO): “mais gestão e menos política”. Se isso realmente acontecer, Gramado vai estar no rumo certo, diz o editor do Cidade de Gramado Online, Voltencir Fleck. | Foto: Asscom/Prefeitura de Gramado.

Ao longo dos últimos 30 anos que, por meio da comunicação, tenho o privilégio de acompanhar os acontecimentos de Gramado nunca observei algo assim.


No máximo, ouvíamos comentários que “o Nelson passava a maior parte do tempo pagando as dívidas da prefeitura, deixadas pelo Pedro”, em referência às administrações dos ex-prefeitos Nelson Dinnebier (in memorian) e Pedro Henrique Bertolucci, dois grandes administradores que a nossa cidade já teve.


A verdade é que ninguém é santo, nem aqui, nem em nenhum lugar do planeta.

Neste caso de prestação de contas, os relatos foram pontuais e esclarecedores.


Se realmente ocorrer a preocupação com “mais gestão e menos política”, de acordo com o relato de Nestor, não tenho dúvida que Gramado vai estar no rumo certo.


Sobre o comportamento da atual gestão ou “do poder atual”, para quem gosta ou acredita que estar no poder é algo eterno, somente o tempo dirá.


Mais de R$ 3 milhões para a publicidade local: mostrar para onde foram estes recursos é “manter o compromisso com a transparência”

R$3 milhões e 857 mil, segundo Nestor, foi o valor pago em publicidade no município.

“A imprensa vai ficar braba comigo. No período de 2017/2020 foi gasto R$3 milhões e 857 mil em publicidade, aqui na nossa cidade. Média de R$1 milhão por ano. Em 2015/2016, foram os nossos dois últimos anos, nós gastamos R$597 mil, a metade, mais da metade, mas R$600 mil a menos”, disse o prefeito.

Isso parece justificar alguns silêncios da “mídia que se diz vigilante” no decorrer dos últimos anos.

Investimentos em dinheiro público tem que ser justificados, logo, é importante que sejam apresentados nomes e valores detalhados de quem recebeu os recursos e os serviços prestados, afinal, o evento foi para “manter o compromisso com a transparência das receitas”, não é mesmo?

Em eventos como este é importante um espaço que ofereça maior distanciamento.
Em eventos como este é importante um espaço que ofereça maior distanciamento. | Foto: Voltencir Fleck/ Cidade de Gramado Online.

Aglomeração de pessoas deve ser evitada

Sugiro que um próximo evento seja realizado em um local mais adequado para evitar aglomeração – seguindo à risca os protocolos de prevenção ao distanciamento, afinal, embora alguns poucos entendam que estava tudo de acordo, a imagem mostra que o número de pessoas pode, sim, configurar aglomeração.

Vale lembrar que há alguns dias uma reunião de empresários locais acabou na delegacia por um encontro parecido com este. “Diga o que eu digo, mas não faça o que eu faço?”.

Conhecendo o prefeito Nestor, não quero acreditar que ele compactue com isso.

Possivelmente, me parece que por entenderem que ocorreu um equívoco na escolha do local, os secretários da Saúde, Jeferson Moschen, e o coordenador do Gabinete de Crise e secretário de Inovação, Desenvolvimento Econômico e Relações Institucionais, Dr. Ubiratã Luiz Alves de Oliveira, permaneceram o tempo todo – durante a fala do prefeito, próximo da porta, do lado de fora, e não ao lado das demais pessoas presentes.

A propósito: estive ao lado deles durante a apresentação – bem na porta, mas, do lado de fora.

E os trabalhadores da Assistência Social, prefeito?

Durante a prestação de contas, o prefeito Nestor Tissot comentou sobre a vacinação e enalteceu o trabalho desenvolvido pelos profissionais da saúde, que é merecido ser elogiado em todos os momentos, realmente.


Além disso, Nestor citou outros “trabalhadores”, esquecendo os profissionais que atuam na Assistência Social do município de Gramado.


No decorrer dos últimos tempos tenho pedido ao prefeito que observe a vacina na equipe da Assistência, e dele escutei que teme um apontamento do Ministério Público (MP) caso ocorra alguma ação para os profissionais da Assistência Social.


Afinal, o prefeito teme o MP ou se incompatibilizar com o secretário da Saúde?


Até porque, há que se considerar que outros prefeitos, verdadeiramente comprometidos com a saúde dos seus colaboradores diretos, já estariam com problemas junto ao MP por entenderem ser necessário imunizar os trabalhadores da Assistência Social.


O prefeito de Canela, Constantino Orsolin, é um exemplo quando o assunto é “cuidar das pessoas”.


Preocupado, encontrou “uma forma”, digamos assim, de vacinar.


Se por aqui não sabem, exatamente, como se faz, por favor, busquem informações em Canela – sem constrangimentos, para que isso aconteça.


Em Erechim, a cidade polo da região do Alto Uruguai gaúcho e a segunda cidade mais populosa do norte do Estado, a vacina para estes profissionais já aconteceu, de acordo com informações que recebo da assessoria de comunicação daquela cidade (veja abaixo):

Os critérios utilizados pela Secretaria Municipal de Saúde e Comitê de Orientação Emergencial – COE Municipal são:

* Informe técnico do Ministério da Saúde - anexo 1 - Trabalhadores de Saúde;

* Ofício Circular Nº 57/2021/SVS/MS que define os indivíduos que serão contemplados para vacinação;

* Resolução Nº CIB RS que estratifica os trabalhadores que serão vacinados por ordem de prioridade conforme item 12 o qual exige comprovação de habilitação profissional e exercício profissional atual.

EM ERECHIM, MAIS CLASSES DE PROFISSIONAIS DA SAÚDE SÃO INCLUÍDAS NA VACINAÇÃO CONTRA A COVID-19


A Prefeitura de Erechim, através da Secretaria de Saúde, informa que na quarta-feira (24) estarão disponíveis doses da vacina contra a Covid-19 para mais profissionais de saúde. Se enquadram para receber a vacina os nutricionistas, biomédicos, terapeutas ocupacionais, farmacêuticos, psicólogos e assistentes sociais.

A vacina estará disponível em todas as Unidades Básicas de Saúde (UBS). O horário de atendimento é das 7h30 às 11h30 e das 13h às 17h, sendo que as UBS’s do Progresso, Centro e Presidente Vargas estarão abertas ao meio-dia.

Os profissionais, devem apresentar registro ativo no devido conselho de classe, bem como comprovante de residência de Erechim, CPF, RG, Cartão SUS e Carteira de Vacinação. (24/03/2021)


Assista o vídeo realizado pela assessoria de Comunicação do município sobre o relatório financeiro referente à situação recebida em janeiro e o atual cenário das contas públicas:


https://www.facebook.com/watch/live/?v=487884372450865&ref=watch_permalink

Leia (abaixo), na íntegra, a notícia objetivada pela Comunicação da Prefeitura municipal:

Prefeitura realiza prestação de contas do início da gestão

Mantendo o compromisso com a transparência das receitas, gastos e ações realizadas, a Prefeitura de Gramado, apresentou na quinta-feira, 28 de maio, um relatório financeiro referente à situação recebida em janeiro e o atual cenário das contas públicas.

Com a participação da secretária da Fazenda, Sônia Sperb Molon e do vice-prefeito, Luia Barbacovi, o prefeito Nestor Tissot apresentou um diagnóstico da Administração Municipal.

Durante quase duas horas, o prefeito Nestor abordou várias melhorias que estão sendo realizadas em diferentes bairros do município, além do déficit financeiro de R$ 16.606.337,80 encontrados no início da atual gestão, dos quais R$ 11.714.362,04 já foram quitados com os credores.

Através de diálogo e uma minuciosa análise, a Prefeitura, por meio das Secretarias Municipais, reavaliaram todos os contratos existentes, proporcionando economias aos cofres do município.

Outro fator importante defendido pelo prefeito Nestor foi a redução salarial de todos os servidores com cargos em comissão e a não nomeação de alguns secretários municipais, secretários adjuntos e muitos outros cargos, o que ocasiona uma economia de R$ 600 mil ao mês.

“Precisamos de mais gestão para essa cidade. Gramado merece mais gestão e menos política. A política é apenas no dia da eleição e depois disso ela precisa ficar de lado. Preciso fazer esse desabafo”, disse o prefeito.

Nos cinco primeiros meses do ano, a Administração encaminhou à Brasília mais de R$ 60 milhões em projetos, atendendo as principais áreas da Prefeitura.

Ao todo, totalizam 23 projetos que estão em andamento junto aos Ministérios do Turismo, Educação, Saúde, Cidadania e no Desenvolvimento Regional.

Através da bancada federal gaúcha foram assegurados R$ 11 milhões para pavimentação da ERS-373 entre Gramado e Santa Maria do Herval.

*Espaço aberto para o direito de resposta e sugestões de pauta.

CIDADE DE GRAMADO ONLINE

No Facebook: https://www.facebook.com/cidadedegramado.online

Por: Voltencir Fleck

Editor do Cidade de Gramado online


22 visualizações0 comentário