top of page
appcod.gif
Anuncio02.png

Fórum Gramado aborda temática “Desenvolvimento e Negócios”

FOTO: DIVULGAÇÃO

Mais um Fórum Gramado foi realizado na Câmara de Vereadores de Gramado na terça-feira, dia 7 (FOTO).


Desta vez, o eixo dos debates foi “Desenvolvimento e Negócios”, com o objetivo de discutir sobre os principais desafios da economia do município.


O evento é uma realização dos gabinetes dos vereadores Professor Daniel, do Partido dos Trabalhadores, e dos vereadores do MDB, Rodrigo Paim, Renan Sartori e Cícero Altreiter, que mediou os painéis.


Os painelistas foram a turismóloga, Lisa Gottschalk, que é Executiva do Sindtur, o presidente do Sindmobil Felipe Werpp, fundador da Hasam, e o empresário Marcus Rossi, CEO da Gramado Summit. Lisa, em sua fala, abordou sobre o desenvolvimento no âmbito do turismo e trouxe dados sobre a hotelaria, gastronomia, parques, museus e receptivos.


Elencou como principais desafios a busca por mão de obra qualificada, falando que isso é conflitante, já que o setor têm baixos salários.


Falou sobre a sazonalidade, sendo o verão considerado baixa temporada e destacando a necessidade de políticas públicas para impulsionar esse período do ano.


Também falou sobre o Flutua, plataforma da entidade patronal que surgiu com o objetivo de possibilitar análises mais assertivas sobre a movimentação turística.


“O flutua compila dados sobre a movimentação turística, informando o perfil do turista que visita Gramado e região, é um importante instrumento para tomadas de decisões assertivas”, ressaltou.


Felipe Werpp disse que suas empresas vem investindo fortemente em tecnologia.


Citou como desafios a interligação entre tecnologia e turismo, a diversificação da matriz produtiva, o subemprego (dispêndio ineficiente de mão de obra), as diferentes velocidades entre o Poder público e a iniciativa privada, onde os processos do Poder público ainda são muito arcaicos, freando a iniciativa privada.


Falou sobre a importância de qualificação da mão de obra, verticalização dos processos e, também, sobre a necessidade de desburocratização de alguns processos.


“O uso da tecnologia é imprescindível para melhorar a produtividade”, reiterou.


Marcus Rossi foi o último painelista.


Ele abordou sobre o desenvolvimento tecnológico, falando sobre o que se espera para o futuro de Gramado e que a inovação irá possibilitar que as pessoas consigam ficar em Gramado, pois hoje o jovem gramadense não possui muitas opções no mercado de trabalho local.


“É muito importante a capacitação desses jovens e, inclusive, o poder público conceder incentivos fiscais para empresas tecnológicas se instalarem em Gramado”, concluiu.


O presidente do Conselho da Gramadotur, Enzo Arns, fez a abertura do Fórum, falando sobre a importância do diálogo entre o poder público e o empresariado e sobre a relevância do turismo de negócios.


Os desafios elencados pela comunidade foram: educação tecnológica nas escolas; incentivos fiscais para empresas tecnológicas; falta de centralidade e representatividade dos trabalhadores; excesso de leitos na hotelaria, correndo o risco de não ter demanda; diversificação da matriz econômica; duplicação das rodovias de acesso a Gramado; mobilidade urbana.





0 visualização0 comentário

Comments


bottom of page