top of page
appcod.gif
Anuncio02.png

Porto Alegre supera enchente de 1941 pela segunda vez em dez dias

Atualizado: 13 de mai.

Pico da enchente de 1941, até então a maior da história, voltou a ser superado em Porto Alegre no começo da manhã da segunda-feira, dia 13 de maio


FONTE: METSUL METEOROLOGIA - FOTO: GUSTAVO MANSUR | GOVERNO RS

13/05/2024 - 09:46

Superar a enchente de 1941 em Porto Alegre era um pensamento quase inconcebível até semanas atrás até que veio o evento extraordinário de chuva do final de abril e do começo de maio.


Agora, o Guaíba supera a cota máxima de 1941 pela segunda vez em apenas dez dias.


A primeira vez em que o Guaíba superou a cota até então recorde de 1941 de 4,76 metros tinha sido na noite de 3 de maio.


As águas seguiram subindo até atingir o nível jamais registrado de 5,35 metros no domingo, dia 5 de maio.


Superado o pico, o Guaíba começou uma lenta trajetória de descida até que no sábado, dia 11, desceu a 4,56 metros.


Ocorre que veio um novo evento de chuva excessiva com repique de cheias dos rios contribuintes entre sexta, dia 10, e o domingo, 12, com até 200 mm a 300 mm de chuva em apenas 72 horas do Centro para o Norte do estado, onde estão as bacias dos rios afluentes do Guaíba.


O resultado foi uma nova alta do Guaíba e que se acelerou durante as primeiras horas da segunda-feira, dia 13.


No começo da manhã da segunda, 13 de maio, o Guaíba atingia 4,78 metros e ultrapassava pela segunda vez em dez dias a cota máxima da primeira semana de maio de 1941.


A tendência é de a forte alta seguir nesta primeira metade da semana.


Há imensa quantidade de água descendo dos rios contribuintes e que encontra o Guaíba já extraordinariamente cheio.


Assim, não apenas é provável que volte a superar a marca de 5 metros como é possível que bata o pico desta cheia até agora de 5,35 metros, o que vai estender a enchente por longo período e manter parte da cidade inundada ainda por semanas.


Para complicar, haverá vento Sul na segunda, dia 13, na terça, 14, e em parte da quarta, dia 15, além da sexta-feira, 17 de maio, o que favorece elevação acentuada do nível.


O vento Sul represa o escoamento para o Norte da Lagoa dos Patos e vai coincidir com o pico de vazão do Rio Taquari, o segundo maior contribuinte atrás do Jacuí, tornado a situação ainda mais crítica.

                                                                                                                                    

RÁDIO CIDADE DE GRAMADO ONLINE

                       “24H NO AR”

 

Para escutar acesse o SITE:

ou o APLICATIVO:





11 visualizações0 comentário

Comments


Commenting has been turned off.
bottom of page