appcod.gif
Anuncio02.png

Eventos atraem visitantes segmentados


*Abdon Barretto Filho – Economista e Mestre em Comunicação Social |contato@abdonbarrettofilho.com.br.
*Abdon Barretto Filho – Economista e Mestre em Comunicação Social |contato@abdonbarrettofilho.com.br.

Todos nós reconhecemos as possibilidades de atrair visitantes a partir de um Calendário de Eventos nos Municípios Turísticos em qualquer parte do mundo.


Em 1896, a cidade de Chicago –EUA, importante polo industrial, criou o primeiro Convention Bureau-Escritório de Captação de Evento, para tentar resolver a sazonalidade e a inconstância da demanda de visitantes de sexta a domingo.


Em nosso Brasil, existem organizações especializadas no importante segmento de Turismo de Negócios e Eventos, um dos mais prejudicados com a pandemia do Covid 19.

No Rio Grande do Sul, o Aplicativo Turismo RS lançado no Festuris- Gramado em 2015, destacou o Calendário de Eventos Turísticos, conforme legislação específica que cadastra os eventos nos 497 Municípios Gaúchos. Infelizmente, com as constantes mudanças nos órgãos oficiais de turismo, o importante segmento não está tendo os apoios necessários para continuar atraindo visitantes, principalmente nas cidades que criaram os seus Convention Bureaux- CVBx: Porto Alegre e Região; Gramado/Canela; Bento Gonçalves; Caxias do Sul;


Pelotas e Santa Maria. Convém salientar que os CVBx são mantidos pelos hoteleiros, centros de eventos e exposições, empresas organizadores de eventos; agentes de viagens, restaurantes, transportadores e algumas empresas do comércio e serviços do núcleo receptor. Com ausências de visitantes, os eventos diminuíram.


Ainda bem que os trabalhos para captações de congressos e convenções, entre outros tipos de eventos, para 2022, 2023 e mais, não pararam.


É uma árdua tarefa, profissional e técnica.


Além disso, é fundamental e estratégico para o desenvolvimento da economia do turismo.


Existem vários tipos de classificações de eventos, a saber: culturais, científicos, comerciais, sociais, desportivos, gastronômicos, lazer e turísticos, quando atraem visitantes. Destacam-se os seguintes: Conferência: Exposição de um tema de interesse geral, por especialista de elevada destaque e amplo conhecimento da matéria, dirigido a determinado público; Congresso: encontro desenvolvido pelas entidades e/ou com apoios, para apresentações e debates de assuntos atuais e de interesses específicos de determinadas categorias profissionais. Geralmente, são anuais e relevantes para atraírem visitantes nacionais e internacionais;

Feiras e Exposições: são eventos comerciais com participações de produtores e consumidores, com possiblidades de compras e vendas. Existem as Mostras e Salões com tamanhos reduzidos possibilitando a promoção de bens e/ou serviços; Mesa-redonda: evento com as participações de técnicos e profissionais que debatem temas relevantes para entidades profissionais; Palestra: com interesse específico para determinado grupo e com menor formalidade; Seminário: evento técnico ou profissional constituído de grupos que discutem aspectos diferentes do mesmo tema específico, inclusive dividindo em grupos menores para apresentações ao grupo maior; Simpósio: com participações de várias pessoas abordando aspectos de um determinado tema problemático.


Os tipos de eventos contribuem para o Planejamento e a Estruturação da Oferta do Turismo de Negócios e Eventos, assim como, são capazes de atraírem visitantes, principalmente utilizando os equipamentos e serviços turísticos.


São excelentes opões para diminuir a inconstância da demanda turística.


Será?

Respeitam-se todas as opiniões contrárias.

São reflexões.

Podem ser úteis.

Pensem nisso.

*Textos e podcasts em www.peloscaminhosdoriogrande.com.br, www.cidadedegramadoonline ewww.abdonbarrettofilho.com.br


3 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo